PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

E se a moda pegar?


Citando o exemplo de casa, Alexandria. Desde 2010 que a educação do município vem sendo duramente prejudicada com a implantação do Plano de Cargos e Salários da Educação.

Travou-se uma queda de braço entre o SINDALE e o Executivo Municipal que trouxe grandes prejuízos para o setor, principalmente com a perda de mais de 200 matrículas da rede municipal de ensino que reflete diretamente nos recursos federais provenientes do Fundeb, com as greves da educação.

Em 2011 o fato se repetiu. Somente no início deste ano o Plano foi aprovado com a destinação de 100% dos recursos do Fundeb para pagamento dos professores. Uma decisão ousada do Executivo, já que onera ainda mais os recursos do FPM para complementar a folha além da absorção dos recursos dos 40% da educação.

O reflexo está aí. Começou logo no mês seguinte com atraso dos ASGs (inclusos nos 40% do Fundeb) e consequentemente, dos professores. O referido atraso provocou denúncias ao MP que convocou o prefeito Alberto Patrício para explicações e a apresentação de um calendário de pagamento.

A queda da arrecadação foi à justificativa e o calendário de pagamento iria depender da reação do FPM.

Delegar poderes sobre a administração dos recursos do Fundeb aos secretários, seria a solução da educação nos pequenos municípios?

É essa a pergunta que fazemos na enquête aberta neste blog. Opine.

Nenhum comentário: