PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

segunda-feira, 23 de maio de 2011

As discussões são bem vindas, mas...

Depois das postagens de hoje pela manhã, vários comentários, contra e a favor, foram postados; principalmente partindo de professores.

Não resta dúvida de que os pronunciamentos feitos pela Professora Amanda Gurgel, são propícios e despertaram a consciência popular para o problema da educação nacional. Deve-se a isso a Amanda Gurgel.

Principalmente o de ontem, em rede nacional. Mas, a notícia do Novo Jornal, de que desde o final de 2007, que a referida professora esteve na sala de aula apenas por 10 meses, tira um pouco do seu brilhantismo porque ela se apresentou, tanto na Assembleia Legislativa, quanto no programa do Faustão, como uma professora ativa: “Isto é Farto”. O fato de ela esconder isso tira um pouco do preceito de honestidade com as suas palavras.

Principalmente quando aplica um mau exemplo ao terminar a sua licença e permanecer, há dois meses, sem retornar a sala de aula.

Se ela está com problemas de saúde e precisa ser afastada da sala de aula, é outra história.

Quanto ao fato do Novo Jornal (autor da matéria) pertencer ao senador José Agripino e, portanto, ser considerado mentiroso por alguns, cabe ao PSTU (partido da qual a professora é afiliada) processá-lo por calúnia. Não será difícil, pois todos os registros de licença devem ser bem acessíveis.

Nenhum comentário: