PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

sábado, 20 de abril de 2013

Falta de recolhimento de PASEP no exercício de 2012 é motivo de bloqueio do FPM do atual exercício. Diz Assessoria

Mesmo com todos os pagamentos referentes a sua gestão em dia, o Prefeito de Alexandria, Dr. Nei Rossatto, foi surpreendido ao longo da semana com a notícia de que teria a segunda parcela do FPM de Abril bloqueada. Logo a notícia se espalhou pela mídia e alguns passaram até a julgar o Prefeito, pois noticiou-se que o bloqueio da parcela seria consequência de dívidas com o INSS de sua responsabilidade.

Na verdade o que ocorreu foi a descoberta de mais um problema deixado pela gestão anterior. Os recolhimentos do PASEP de obrigação do município que deveriam ter sido realizados em Novembro e Dezembro não foram feitos. Desta forma, a Receita Federal suspendeu a transferência dos recursos do FPM até que os recolhimentos sejam regularizados.

Segundo o Secretário de Finanças, Gilberto Cipriano, assim que a Prefeitura tomou conhecimento do problema o Prefeito determinou a imediata regularização e o pagamento dos DARFs em atraso foram realizados hoje e já encaminhados para a Receita Federal de Mossoró, que ficou de liberar os recursos até a segunda-feira da próxima semana.

Dr. Nei lamenta mais uma dívida herdada e que ainda não havia sido contabilizada, pois todos os documentos referentes aos meses de novembro e dezembro de 2012 só foram disponibilizados há cerca de 20 dias, ou seja, tudo que foi pago ou deixou de ser nesse período era desconhecido até alguns dias. O Prefeito determinou que sua equipe realize uma análise completa das contas do último bimestre do ano passado com o objetivo de verificar a existência outras irregularidades deste tipo.
 
Do Blog: A nota sobre o bloqueio do repasse e o motivo foi publicada na coluna Panorama Político, de responsabilidade da jornalista Anna Ruth Dantas, da Tribuna do Norte. O blog apenas acrescentou que o prefeito Nei Rossatto devia uma explicação a população, independente de qual gestor gerou o problema. Afinal ele administra o município independente de problemas da gestão anterior. Se o bloqueio foi proveniente de inresponsabilidade administrativa do seu antecessor, que resolva e preste explicações ao povo, que seria o mais prejudicado.

Nenhum comentário: