PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

domingo, 6 de maio de 2012

Curtas


Final de semana – Parece que foi tranquilo na terrinha. Retornei depois de um plantão de três dias no ITEP, descansei o domingo, e começo agora a um trabalho minucioso: trabalhar a edição do filme Inácio Garapa, Um Matuto Sonhador 02. O Retorno para o DVD e Blu-Ray. Já havíamos publicado aqui que o lançamento em DVD sofreu mais um atraso, só será feito em julho. Mesmo diante da expectativa o atraso deve-se a um problema na nossa ilha de edição, o que vai demandar mais tempo para que possamos entregar um produto final de boa qualidade.

Filme que faz sucesso o povo cria até estórias – No centro de Mossoró, estava eu (J Gomes) com a camiseta divulgadora do filme quando fui abordado por um popular que veio falar sobre o sucesso do primeiro trabalho e perguntar sobre o seguimento da saga. Em certo momento disse: “Só é pena que o ator que faz Inácio Garapa morreu depois de gravar esse novo filme, não foi? Disseram que foi um dos maiores sepultamento que Alexandria já viu”, lamentou.

E a política? – Deixando Inácio Garapa para depois, deram uma esfriada nos comentários sobre a sucessão municipal deste ano na terrinha. Não se ouve mais novidades nem dos pré-candidatos que residem na cidade nem os chamados candidatos “copa do mundo”. O que ficou depois de alguns acontecimentos na política local foi a certeza de que tem muita gente achando que pouca coisa pode mudar com o quadro que se apresenta.

Um ano pra se pensar – Depois de uma seca este ano e o anúncio pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) de mais seca para o próximo ano, é bom que alexandrienses pensem direitinho em quem vai eleger. Além de tudo o município caiu de 1.0 para 0.8 o seu coeficiente e a administração não dá sinais de que vai se recuperar e, pelo menos, pagar as dívidas com fornecedores e funcionalismo. É bem verdade que o atraso com o funcionalismo poderá ser resolvido, não é tão grave assim. Mas os efetivos tiveram atraso de novo (o mês passado, e ainda resta um mês dentro), sem queda no FPM. Principal fonte de alegação do prefeito Alberto Patrício para os atrasos.

Pra o bem da verdade – Até alguns assessores mais chegados ao prefeito Alberto Patrício, creditam a ele a culpa pela queda do coeficiente do município. Apenas para citar um exemplo, o prefeito Paulo de Tarso, de João Dias, sem haver qualquer possibilidade da população fazer número suficiente para elevar o coeficiente do município, ou cair (0.6), reuniu-se com os recenseadores e bancou até viagens para Natal para recensear os joãodienses que residem por lá.

O comércio sofre com isso – Os comerciantes de Alexandria já lamentam a queda nas vendas. Além da crise o atraso. Muitos até torcem que, este ano, as movimentações políticas comecem mais cedo para aquecer as vendas, pois diante da crise, somente um milagre. E milagres não é coisa de políticos. Eles apenas prometem.

Pensando bem – Se não fosse os interesses partidários, era simples escolher (ou até nem escolher) dos prováveis candidatos um nome que pudesse representar e administrar melhor a sofrida terra de Inácio Garapa. É avaliar a sua vida pessoal e profissional, com quem está aliado e se já teve a administração nas mãos analisar o que ficou de positivo para cidade.

Se o eleitor seguir esse parâmetro para votar... – Hiiiii! Eu não vou nem falar nada. Não vai ficar muita coisa não.

Dia do trabalho - ...Esqueci o dia do trabalho. Mas, não faz mal, por aqui não aconteceu nada mesmo. Não teve Sindicato, não teve administração pública... Nada!

Olha eu de novo! – Já encomendei um carro novo com o dinheiro do novo filme... Desta vez vou comprar uma Amarok (pra quem não conhece é essa aí da foto). Afinal um produtor de sucesso não pode andar em um Siena. Vou comprar a bichinha lá em Vieira Veículos, mas, antes preciso arrumar o dinheiro para mandar confeccionar os DVDs. Na verdade esse é o principal atraso no lançamento do filme em DVD.

Gente de talento – Quem assistiu ao Domingão do Faustão recentemente viu um jovem que construiu um mini-carro de madeira com um motor de moto. Pois bem, aqui no município existe um Senhor analfabeto, que nunca foi ou tem qualquer experiência como mecânico, que construiu um pequeno trator com um motor de moto. A diferença do outro que foi apresentado no Domingão do Faustão, é que o trator tem marcha à ré, transporta até mil quilos, limpa o mato da plantação de fumo e pulveriza, além de realizar outros serviços. Eu fiz, o mês passado, um documentário em vídeo da obra deste artista desconhecido. Mas, sobre isso eu falo depois.

ESPAÇO ABERTO – Lá na coluna do site arquivovip.com tem um artigo de François Silvestre sobre a violência que campeia a nossa região, principalmente Martins. CONFIRA.

Um comentário:

Anônimo disse...

produtor de sucesso ? Kkkkkk, ao inves de comprar um carro novo deveria investir mais nos filmes q faz, eles tem pessima imagem e roteiro pior ainda, e creio q produtores de sucesso não usam a mídia para estar se gabando q vai comprar um carro novo, esses são chamados de idiotas .