PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Alguém precisa tomar as providências


As imagens foram de hoje pela manhã, a Rua Padre Isidro Gomes, mais precisamente por traz do Açougue Público.

A cena parece daqueles filmes de terror, cenário da cama de uma aranha gigante que desossa a sua presa.

De quem é a culpa?

É aí onde está. A administração pública já deveria ter atentado para o problema, pois não é a primeira vez. Já aconteceram casos que esses ossos passaram o final de semana na rua e a fedentina era terrível. Os moradores da rua passavam o domingo de portas fechadas, pois os ossos são jogados em pequenos tambores (dois, para ser preciso) e o resto na calçada. Os cães aparecem na hora, sabem até o dia, e espalham tudo pela rua.

O fato ainda persiste e vem a pergunta se a Vigilância Sanitária ainda não se deu conta?

Com a interdição do Açougue Público pela justiça, por não oferecer condições sanitárias adequadas, muitos açougueiros estão desossando o gado dentro do Açougue, ou estão conduzindo esses ossos para dentro do açougue e jogando-os lá atrás. Eu já vi isso várias vezes.

Então a solução do problema está na administração pública, que vai ter que dar destino a esses ossos antes que eles cheguem à rua. A Vigilância Sanitária que precisa investigar aonde a carne é desossada. E, por fim, os açougueiros, que precisam apresentar melhores condições para continuarem exercendo as suas funções. Essa coisa de Açougue Municipal não existe mais, cada açougueiro deve abrir o seu pequeno frigorífico e se responsabilizar por suas condições.

O pior é que o problema implica em outro. Quando eu estava fazendo essas fotos um motoqueiro quase se esborracha no chão ao passar por cima de um osso. Sem contar que um turista, vendo aquilo, não levará boa impressão do povo alexandriense (entenda: cidade e administração pública).

Logo em seguida os ossos foram retirados da rua. Mas é preciso impedir que eles cheguem a rua.

Um comentário:

Anônimo disse...

A vigilância Sanitária deveria ser chamada mesmo de "Vigilância Desnecessária". Até hoje não vi ação nenhuma dela!!!