PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Hoje na coluna do Cláudio Humberto

O Brasil é uma mãe - A Casa da Moeda do Brasil gastou R$ 16,5 milhões só na compra de tintas especiais para a fabricação de 370 milhões de cédulas venezuelanas. O Banco Central da Venezuela pagará US$ 20 milhões pelo serviço. O Brasil ainda pretende doar cédulas ao governo do Haiti.

Avião espião não decola contra as drogas - Não passou de voo inaugural de vigilância a estreia do Veículo Aéreo Não Tripulado (Vant) na tríplice fronteira, em outubro. O único aparelho, da israelense Elbit, do lote prometido de R$654 milhões sem licitação, está desde então “estacionado” numa pista em São Miguel do Iguaçu (PR), de onde decolaria para o combate ao tráfico de drogas na Tríplice Fronteira, como a presidenta Dilma anunciou ao comprá-lo.

O Tribunal de Contas da União investiga também o contrato de R$ 23 milhões de qualificação dos pilotos e diárias de R$ 500 mil em Israel.

O policiamento das fronteiras é crucial no momento em que o consumo de crack devasta o país. A droga é conhecida como “cocaína fumada”.

Agentes da PF fiscalizam a jóia, que não voa por carência de pessoal treinado e tecnologia. A formação dos pilotos custou R$1, 9 milhão.

Nenhum comentário: