PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Uma pessoa de Antônio Martins procura o blog para denunciar possível perseguição

Indignação!!!
              A Família de Constantino Fernandes Vieira da cidade de Antônio Martins-RN está indignada pelo episódio ocorrido ontem a noite dia 18 de maio de 2011.
              Por volta das vinte horas, a viatura policial local se aproximou da casa de Constantino Fernandes, localizada ao lado da praça central, o mesmo estando na calçada seu Constantino com 79 anos, sua esposa Maria Alaíde com 76 anos  em tratamento psicológico e uma filha Maria da Conceição, deficiente física, o policial em destacamento perguntou ao senhor Constantino por seu filho Hamilton Fernandes, o mesmo funcionário da COSERN e em plantão na cidade de Caraúbas.
          Seu Constantino respondeu que amanhã (hoje), ele estaria em casa, a polícia poderia retornar, daí continuou o interrogatório: se ele tinha ido trabalhar de carro ou moto!
          Após interrogatório a viatura local se ausentou e apareceram mais viaturas, se deslocando para a casa do Hamilton, a mesma fica de frente e só se encontrava sua esposa a senhora Sandra Fernandes, pois seus filhos estavam no colégio e outra na praça pública, pediram para entrar pois gostaria de ver um carro Gol, que se encontrava na garagem.
         Ao entrar, sinalizaram chamando os restantes dos policiais que aguardava na calçada, entraram alguns armados e ficando outros na calçada, a esposa Sandra Fernandes, sem entender o que estava acontecendo e um pouco nervosa, mesmo assim um dos policiais insistia em perguntar se ela estava bem.
         Olharam o carro e saíram sem nenhuma explicação, uma senhora que estava passando sem entender e vendo a angústia da família que mantinham sentados na calçada em frente à casa do Hamilton, perguntou o que estava acontecendo: o policial respondeu que tinha ocorrido um “muído”  na cidade da Lucrécia e estavam procurando um Gol Vermelho.
         Depois do susto da família, a qual todos conhecem a integridade de toda família e a própria polícia sabendo que na cidade existem vários carros da marca gol e cor vermelha, escolheram logo a casa de Hamilton?
         Eis as perguntas: será mais uma perseguição política? E o respeito? Esta é a melhor forma de trabalhar? Sem autorização para entrarem na casa de pai de família em busca de algo? Pois tanto que respeitamos as autorizadas Policiais!
        Graças a DEUS não aconteceu nada com a nossa mãe, mesmo com esses problemas neurológicos, procuramos acalmá-las para evitar eventuais recaídas. Ao ficar sabendo do episódio me desloquei para casa, pois se encontrava lanchando no Presépio com alguns amigos. Confesso que até o presente momento estamos sem entender a vasculha feita nessa residência.
 Um abraço,
MILANEZ FERNANDES, uma das irmã do Hamilton Fernandes.

Do blog: Este blog está aberto para possíveis versões contrárias.

Nenhum comentário: