PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

domingo, 7 de novembro de 2010

Curtas

O retorno – Caros amigos web leitores, depois de mais de três meses com as atualizações lentas deste blog e do site arquivovip.com motivadas pelo constante trabalho deste blogueiro nas gravações, edição e organização do filme “Inácio Garapa, Um Matuto Sonhador”, retorno agora a me dedicar ao trabalho intensivo de postar as notícias. Nos últimos dias, principalmente, foram poucas as postagens já que o trabalho se intensificou na organização dos detalhes para a estréia do filme que se completou neste sábado, dia 06, na terrinha.

Primeiro... – Não poderia deixar de começar parabenizando a cidade por sua data maior. Hoje 7 de novembro, Alexandria comemora (sem pompas) 80 anos de Emancipação Política. Segundo o secretário de Educação, Washington Barbosa, no final da tarde de hoje acontecerá uma caminhada cívica com as escolas municipais e estaduais. Inclusive queremos agradecer a professora Zulmira Veras, da Escola Cel. Benedito de Paiva, que convidou a equipe do filme para participar.

O filme – Foram quatro dias de estréia do filme alexandriense “Inácio Garapa, Um Matuto Sonhador”. O Auditório Manoel Valentim de Sousa, do Jardim de Infância Pedro Lobo da Costa, foi o palco que mostrou uma produção simples, mas feita com muito amor de um dos maiores eventos culturais de Alexandria. O público presente, nessas quatro noites de estréia, saiu encantado com o roteiro, fotografia, qualidade de imagens e edição do filme. Exibimos através de um telão de alta resolução em tela de cinema. No final das exibições o público aplaudia e buscava os responsáveis pelo filme para externar o quanto ficaram maravilhados com o trabalho. Isso foi real, basta buscar a opinião popular nas ruas de Alexandria.

Lá a festa será para nós – Para a estréia do filme em Alexandria tivemos que trabalhar pesado e desembolsar dinheiro para que as noites de estréia pudessem sair ao gosto dos nossos convidados. Lá em Areia Branca, seremos as estrelas e seremos recebidos com uma festa, além da imprensa televisiva e escrita presente para coletiva. Toda a equipe do filme está convidada sem gastar um centavo. Iremos apenas participar da festa, mostrar o nosso filme, e somar os recursos com a venda dos DVDs. Talvez, quem sabe, comece verdadeiramente a fase de recuperação do investimento em nosso filme. Mas, quero agradecer aos amigos que colaboraram para que tudo acontecesse: Silva Neto e Evimar Ananias que fizeram a ornamentação do Auditório, ao Instituto Zulmirinha Veras através do seu presidente George Veras e equipe, a Pastoral Familiar de Alexandria e a Diretora Neide da Escola Manoel Emídio que gentilmente nos cedeu cadeiras para o Auditório; ao amigo Márcio Morais, pelo apoio e divulgação; a Chicão, da Fundação Maria Fernandes dos Santos que nos cedeu o telão para exibição, ao Dr. Genilson, Antonio Pires e Veríssimo Oliveira, que nos cederam transportes. Sem esquecer os nossos valorosos patrocinadores.

Opinião – Na opinião de pessoas que têm uma crítica apurada, o filme poderá ganhar projeção até a nível nacional. Claro que ninguém imagina o filme alexandriense sendo exibido em grandes emissoras de televisão nacionais, entretanto, não faltará oportunidades para promovermos a história desse filme o que, sem dúvida, será o nome da cidade que ganhará projeção. Pena que alguns ainda não atentam para isso, ou fazem de conta que não sabem. São poucos os que chegaram a apoiar esse trabalho bancado individualmente para elevar o nome de Alexandria. Mas não poderemos parar. Ainda falta a impressão dos DVDs, da capa e espero a sensibilidade daqueles que possam colaborar com esse feito cultural e nós prometeram apoio.

Por falar em apoio – O Pe. Neto nos prestigiou com a sua honrosa presença em uma das noites de estréia do filme. Na missa dominical de hoje, ele perguntou aos presentes quem havia assistido ao filme e quem não havia marcado presença. Pediu que todos procurassem conhecer o trabalho feito por alexandrienses, o que era um orgulho para a terrinha e disse que o filme era muito bom e que nenhum alexandriense poderia ficar sem conhecer esse feito. Silva Neto foi outro que também elogiou o nosso filme. Agradecemos.

Procura – Algumas pessoas já nos procuraram pedindo que fizéssemos uma nova sessão para exibição do filme por estarem ausentes nos dias de estréia e por motivos de trabalho não puderam assistir. Dependendo do número de pessoas poderemos realizar uma sessão extra no Instituto Zulmirinha Veras. É importante que essas pessoas procurem adquirir o DVD que sairá em dezembro.

Queda – Os números do censo em Alexandria apontam redução na população da alexandriense e, dificilmente, a cidade não deva cair o seu coeficiente de 1.0 para 0.8. Soube que o prefeito Alberto Patrício irá pedir revisão ao IBGE.

Telefones úteis – Estão disponibilizados para população dois números de celulares que contatam diretamente com as viaturas da polícia de Alexandria. Para chamar a viatura da PM que realiza a ronda é só ligar para o número 9400 2877. Para chamar o Grupo Tático de Combate da Polícia é só ligar para 9471 2570. É mais prático porque você fala diretamente com as viaturas.

Bar da Praça – Em nova administração, pelo amigo Josemir, o Bar da Praça, no Alto da Boa Vista funcionará todos os dias da semana, exceto na segunda-feira.

Verde Vivo – O Projeto Verde Vivo, realizado pela Secretaria do Meio Ambiente recebeu R$ 3,5 mil da Justiça para que fossem utilizados em arborização da cidade de Alexandria. O trabalho já foi iniciado, tendo a frente à secretaria Raicimira Almeida, arborizando o Alto da Boa Vista, Conjunto Habitacional do Novo Horizonte e agora os prédios públicos do município. Veja as fotos no Click Eventos do site arquivovip.com.

Nenhum comentário: