PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Saiu na coluna de Ângela Pimenta

As pesquisas para presidência da República são analisadas por Gaudêncio Torquato:

“Esta é uma campanha cada vez mais apertada e deve ser decidida no nordeste, onde Dilma tem ampla maioria, e nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, que eu chamo de triângulo das Bermudas e onde Serra precisa aumentar sua votação fortemente”, disse ao blog Gaudêncio Torquato, especialista em marketing eleitoral.

Tal diagnóstico reflete os novos resultados de duas pesquisas, a do Ibope, divulgada ontem, que aponta que a vantagem de Dilma Rousseff para José Serra caiu para 6% em votos válidos, e também a do instituto Sensus, publicada nesta manhã, indicando que Dilma tem 52,3% contra 47,7% de Serra (uma vantagem de 4,6%) também em votos válidos.

De acordo com Torquato, Serra e Dilma disputam um naco de 10 milhões a 12 milhões de votos, entre diferentes camadas da população, que vão de eleitores religiosos a simpatizantes da causa verde, além de mulheres e jovens.

Torquato observa ainda que a sangria de votos de Dilma “é uma fogueira que começou a ser acesa antes do primeito turno, em temas como o aborto e o escândalo Erenice Guerra.”

Outro aspecto importante segundo ele foi o alto índice de abstenção, votos nulos e brancos no primeiro turno, de 26,5%.

Já no segundo turno, Torquato afirma que o número de nulos deve cair no nordeste, uma vez que o eleitor mais humilde correrá menos riscos de errar com a urna eletrônica, pois existem menos candidatos para votar.

“Outro fator relevante é o feriadão de Finados, que pode prejudicar mais ao Serra, com famílias de classe média indo para a praia ou o interior, do que a Dilma”, concluiu.

Nenhum comentário: