PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Por que o sexo da vida real é tão diferente da pornografia?

O que explica as diferenças entre o sexo apresentado na pornografia e aquele que as pessoas declaram praticar na vida real? Será a pornografia uma projeção das fantasias não realizadas? Será ela igualmente o reflexo do desejo de homens e mulheres ou principalmente dos homens, como sugerem os índices de consumo de material pornô em ambos os sexos? E por que há esse descompasso entre desejo e realidade?

Questões como essas podem ter motivado a produção de um filme de curta duração que já soma mais de 6,5 milhões de visualizações [momento em que a matéria foi publicada]. Com apenas 1min48seg, o vídeo apresenta comparações utilizando alimentos para ilustrar o hiato entre a produção audiovisual erótica e o sexo praticado no cotidiano. O resultado é um interessante panorama que revela divergências quanto ao tamanho do pênis, a incidência do orgasmo feminino pela penetração, a duração das relações, a frequência da prática de sexo grupal, entre outros aspectos.

Assista abaixo ao vídeo:
 

Nenhum comentário: