PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Uma análise da votação para vereador em Alexandria


Estava fazendo uma análise dos números da votação para vereador de Alexandria e percebi que a disputa foi acirrada.

A diferença de votos do primeiro colocado, o vereador Raimundinho com 690 votos, para o vereador eleito em nono, Júnior Abrantes, foi de apenas 202 votos.

Outro ponto a se destacar, é que o candidato Raimundinho, mesmo sendo o campeão de votos, teve uma queda de 234 sufrágios com relação ao pleito de 208, quando obteve 924 votos.

Quem manteve uma votação estável, a diferença foi de apenas 19 votos a menos com relação à eleição de 2008, foi Gil Fábio com 600 votantes.

Outro que teve uma pequena queda na votação com relação a 2008, de apenas 8 votos, foi Carlinho Sarmento. Em 2008 obteve 375 contra 367 votos este ano. A exemplo de Germano Júnior. Em 2008 obteve 478 e este ano 423 votos. Chiquinho Pires também teve uma queda na votação com relação a 2008, quando obteve 494 votos, estaria eleito se não tivesse uma quebra de 74 votos.

Uma surpresa foi Mazinho de Loro. Sem poder subir em palanque, usar adesivos e não participar da propaganda eleitoral, devido ele ser filiado ao PMDB, teve um crescimento de 72 votos com relação a 2008. Com a votação de 480 votos obtidos na campanha passada o vereador não teria se elegido.

Com relação aos novatos a votação de Allan, filho de Edilberto Oliveira, já era esperada. O eleito Suê, teve um crescimento surpreendente de 316 votos com relação ao pleito de 2008.

Já Diassis Euflauzino obteve 51 votos a mais com relação à eleição de 2008. Teria sido a transferência dos votos de Lobão?

O outro novato a assumir uma cadeira no Legislativo foi Júnior Abrantes com 488 votos. Para muitos, aquém da estrutura que tinha para sua campanha.

Essa foi a minha análise. Quem quiser que apresente a sua.

Nenhum comentário: