PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O dia é de ressaca


A cidade amanheceu meio ressacada depois do dia movimentado de ontem. Alguns ainda comemoravam em bares e residência, mas a cidade parecia dormir.

As conversas eram das mais variadas. Apenas uma particularidade: a felicidade pelo candidato que venceu o pleito e por poder tirar um sarro da cara do amigo ou conhecido que não elegeu seu candidato.

A hora não era mais de se preocupar (se é que tiveram a perspicácia de pensarem nisso) com a situação econômica, salários atrasados e dificuldades diversas que o município passa. Parece que tudo vai mudar e a nossa cidade vai se tornar uma maravilha.

Ouvi de um pobre coitado que não tem emprego público e muito menos promessa de adquirir um, que perdeu aposta por dar uma maioria que não aconteceu. – Não estou nem aí! Disse ele. – O meu vereador e o meu prefeito ganharam.

Um outro dizia que também perdeu uma aposta por dar uma maioria acima de 500 votos, mas que o seu candidato iria pagar essa aposta por ele. – Vai sonhando Raimundo!

Do outro lado aparecem os revoltados encontrando fraudes no processo eleitoral.

Os candidatos que até ontem corriam atrás do eleitor sumiram todos. Até os vitoriosos. Com certeza descansando em um lugar longe daqui ou festejando com os verdadeiros amigos do seu meio. O povão agora não terá mais as regalias que pareciam eternas antes de depositarem o voto nas urnas.

O que mais importa, poucos pensaram: a situação do município de coeficiente 0.8, com salários e fornecedores atrasados e que o próximo prefeito vai herdar toda situação. A partir de primeiro de janeiro será um novo capítulo dessa história.

Portanto, muito mais do que comemorar e tirar sarro da cara do opositor é preciso saber se a escolha foi acertada.

Torço para que, com a experiência adquirida e acertando os erros que cometeu no passado, Nei Rossatto possa, no próximo pleito, mostrar que as semelhanças e o que disse o adversário a seu respeito foram meras especulações políticas.

Nenhum comentário: