PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Essa é do G17


A Corregedoria de Polícia Civil está investigando a conduta de um delegado de polícia que oferece cachaça na hora de colher o depoimento de pessoas acusadas de crime. Segundo o delegado, bêbado só fala a verdade, de modo que, fica mais fácil interrogá-lo sob o efeito do álcool.
“Existe o ditado que diz que, quando a bebida entra, a verdade sai, e usei dessa estratégia, fazendo os presos contarem toda a verdade na hora de prestarem depoimento”, disse o delegado.
Em conversa com o repórter de G17, Aldo Adriano Alves de Almeida Albuquerque, o corregedor de polícia reconheceu que a fórmula pode ser eficaz para elucidar os crimes, no entanto, a corregedoria de polícia não pode ser a favor de algo que possa ajudar nas investigações policiais, uma vez que isso desburocratiza o serviço da polícia, e a secretaria de segurança publica não pode ser conivente com métodos que possam ajudar a melhorar a segurança das pessoas.
Os agentes de policia aprovaram a ideia do delegado, mas disseram que oferecer cachaça para presos também causa problemas. “Tem pinguço por aí jogando praticando desordem pra ser preso e tomar cachaça na delegacia”, disse um agente de Policia Civil.

Nenhum comentário: