PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Curtas


Tanta polêmica pra nada... - Será? Na sessão de hoje da Câmara de vereadores, não tinha 1/3 do público que compareceu na sessão passada para pressionar os vereadores na aprovação do Projeto que doa terreno para construção do Núcleo de Apoio aos Portadores de Câncer de Alexandria.

Seria desistência? – A primeira Dama, Rosângela Patrício, disse ao blog que poderia até desistir de levar a frente à doação do terreno pelo município, diante de tanta decepção. Afirmou ter recebido de amigos o apoio até na doação de espaço para construção, como Edilberto Oliveira, Manoel Emídio, e hoje, Mazinho de Loro, ao prometer na tribuna da Câmara.

Foi indicado o Relator – O Projeto de Lei 403, que está na Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final, foi indicado o Relator pelo presidente da Comissão, Carlinhos Sarmento, na sessão de hoje. O vereador, talvez para amenizar tanta polêmica (se é que isso é possível), indicou o colega Mauricy Abrantes, que fez duras críticas na sessão passada aos vereadores que pediram vistas e apoiaram a emenda feita ao projeto. Mauricy agradeceu por ser indicado e disse que é favorável as emendas. Ser contra seria protocolar ainda mais a votação que só vai ocorrer depois das eleições.

E agora, vão esperar o MP se pronunciar? – Depois que Corrinha do PT encaminhou ofício ao Ministério Público, pedindo análise da constitucionalidade do Projeto 403, os vereadores, principalmente os da oposição - exceto Edilberto que já disse ser favorável a doação do terreno - vão votar o projeto antes de chegar o veredicto do MP (ver matéria)?

Até quando... – O Projeto 403 vai ficar mornando até ser votado? Toda sessão surge um fato novo em torno do referido projeto. Sem contar que o MP já abriu um Inquérito Civil Público para apurar a doação.

Vem aí, de novo, a Tribuna Popular – A vereadora Corrinha do PT disse hoje vai entrar novamente com um Projeto de Lei criando a Tribuna Popular na Câmara de Vereadores. O seu projeto já fora rejeitado o ano passado pela maioria da Casa. Ao se referir que a população poderia ter o seu espaço para discutir o projeto da doação do terreno, e não chegar a tanta polêmica, a edil disse que poderia trazer de volta a ideia.

Vereador quer pagamento de IPTU parcelado – O vereador Germano Júnior entrou com um requerimento verbal pedindo que o município, no próximo ano, passe a cobrar parceladamente o IPTU daqueles que pagam acima de R$ 100.

Água para quem tem sede – Outro Requerimento verbal partiu do vereador Carlinhos Sarmento. Ele denunciou a situação de calamidade porque passa algumas comunidades rurais com a falta de água até para beber. Pediu que o requerimento fosse endereçado ao Governo do Estado para que providências urgentes sejam tomadas.

Nenhum comentário: