PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

sexta-feira, 2 de março de 2012

Queda de braço


A dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte (SINTE/RN), Fátima Torres, criticou ontem o posicionamento do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que disse reconhecer que o reajuste de 22,2% no piso nacional do magistério é elevado e que algumas prefeituras terão dificuldade com as novas folhas de pagamento. Mercadante fez ainda um apelo a professores e gestores municipais para que busquem o entendimento e evitem paralisações.

Do Blog: O indicativo de greve já está marcado para o dia 15, mesmo o governo do Estado afirmando que vai pagar o piso. Leia o que disse a presidente do Sinte sobre isso:

“Achei estranho o governo ir à imprensa dizer que vai pagar o piso, sem conversar com o sindicato, que é a representação legítima dos professores. Anunciar pela imprensa é uma decisão autoritária".

Parece que mais uma vez quem vai pagar por essa queda de braço é o aluno, aquele que não tem nada a ver com o problema do piso dos professores criado pelo governo do PT, que jogou a responsabilidade para os estados e municípios.

É verdade que o piso é Lei e tem que ser cumprido, mesmo com a maioria dos estados e municípios sem condições de cumpri-lo.

Com o compromisso da governadora em pagar o piso e o Sinte continuar com seu indicativo de greve, fica parecido com um movimento político, já que estamos em ano de eleições.

Nenhum comentário: