PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

quarta-feira, 16 de março de 2011

Fim da greve

Chega ao fim à greve dos professores da rede municipal de ensino de Alexandria (veja matéria).

Um fim melancólico e que atestou as trapalhadas do SINDALE. Não fiquem com raiva desse blogueiro, mas é uma realidade.

E o fim, foi muito mais melancólico, porque a educação perdeu como um todo. Foram mais de 140 alunos que não se matricularam ou cancelaram as suas matrículas, causando um prejuízo enorme que será sentido no próximo ano.

O SINDALE não analisou, pesou, mediu as consequências e levou o processo no grito. Interferindo na gestão da Câmara quanto às votações (o que foi lamentável para os senhores vereadores), dos projetos encaminhados.

A verdade é tão crucial que a greve terminou no momento em que a corda estava dando o nó e com um aumento nas tabelas que não representa 10% daquilo que o sindicato queria.

Eu nunca estive e não estou contra os professores e muito menos em defesa do Executivo. Só não poderia acreditar que o prefeito Alberto Patrício estivesse blefando, apresentou contas falsas e afirmando que a solicitação da categoria era irreal. Ele estaria louco e pagaria um preço muito alto se tivesse mentindo. Não existe uma classe tão privilegiada que possa permanecer com uma greve exigindo o que não tem de onde tirar.

Para finalizar, quero apenas bater mais uma vez na tecla de como eu estava certo. Já ouvi de vários professores arrependidos afirmarem que o próprio SINDALE sabe o quanto errou em não pedir a aprovação do Projeto que criava cargos e salários do magistério o ano passado.

E digo mais: a realidade agora é outra. Duvido que o novo projeto traga tantas vantagens quanto o do ano passado.

Nenhum comentário: