PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

sábado, 25 de setembro de 2010

Somente agora tomo as rédeas dos acontecimentos

Hoje foi mais um dia de gravações de filme “Inácio Garapa, Um Matuto Sonhador”. Realizamos gravações na feira livre de Alexandria e no bar de Manoel Julião, no Bairro da Estação.

Pois é, Manoel faz parte do elenco do primeiro filme do Alto Oeste Potiguar. Algumas cenas que mostram um ponto alto do humorismo do filme não poderia faltar o bar de Manoel Julião.

Muita gente chegou até o local para presenciar as gravações e fizeram até parte das mesmas, como figurantes. Foi o caso de Dr. Gilberto Lobo, Dr. Alvibar, o “cego do Minu” e o poeta popular Inaldo Diniz.

Você poderá conferir mais fotos no nosso Click Eventos do Site arquivovip.com.

Aguarde para a próxima semana a estréia do site do filme “Inácio Garapa, Um Matuto Sonhador”, onde você poderá conferir tudo sobre o filme, como participar das noites de estréias e como adquirir o DVD.

Para efeitos de informações e até de alerta a prensagem do nosso DVD será realizada em um estúdio altamente profissional e que será inserido uma trava contra pirataria, que também poderá danificar o seu aparelho de DVD caso usar a mídia copiada.

Também informamos que o filme pertence à marca “Barriguda Filmes”, já legalizada, e tomará as providências judiciais em qualquer caso envolvendo pirataria, sem olhar a quem.

Mesmo diante de todas as precauções, pedimos a população de Alexandria para apoiar esse novo acontecimento cultural que levará o nome da cidade ainda mais longe. A imprensa do Estado está acreditando e noticiando o evento, como os jornais: Gazeta do Oeste, O Mossoroense, Jornal De Fato, Jornal De Hoje (Natal), a Rádio RPC de comunicação e vários sites e blogues da região e do Estado, a quem agradecemos a todos. São várias pessoas comuns, com empregos definidos, pais e mães que deixam os afazeres dos seus lares, sacrificam os finais de semana para trabalharem nessa produção e merecem o reconhecimento. E ele virá com a população de Alexandria acreditando, dando credibilidade, e isso só poderá acontecer se ninguém comprar qualquer DVD pirata do filme.

É a partir desse conceito que nós poderemos prosseguir. Não deixem morrer essa fábrica de fazer sonhos que estamos criando em Alexandria. Não somente para aqueles que assistem, mas para quem trabalha e tem a felicidade de estar proporcionando isso, que são os nossos atores, atrizes, figurantes e aqueles que estão atrás das câmeras.

Vocês nem avaliam a felicidade dessa gente que está fazendo acontecer e eles merecem serem valorizados e a valorização se dá com o respeito ao trabalho.

Hoje eu conversava com o amigo Alvibar e ele me dia que o cantor de forró pé de serra Flávio José, em uma oportunidade dizia que não tinha um sonho de gravar um DVD, porque não aguentaria ver o seu disco sendo vendido em banca de camelô por R$ 1,50.

E ele tem razão. Tendo o nosso trabalho como exemplo, acordamos no final de semana às 5h30 da manhã e na maioria das vezes perdemos os dias que seriam de lazer. Elenco e pessoal de apoio tomam café da manhã, lancham e almoçam, além do trabalho duro no meio do sol. Embora todos se comprometendo a trabalhar e plantar essa semente de cultura, precisam também serem recompensados. Quem pirateia gasta apenas com uma mídia de DVD e uma cópia grotesca da capa, roubando o trabalho dos que fazem acontecer. E não esqueça que na maioria das vezes esse dinheiro adquirido vai para as drogas.

Para que esse trabalho possa continuar é preciso que todos se conscientizem. E podem acreditar, nós não teremos dó de quem quiser atrapalhar.

Nenhum comentário: