PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Alexandria em Mossoró

George Veras toma posse como sócio-correspondente da Academia Apodiense de Letras (AAPOL)  
Sábado passado, estive em Mossoró, precisamente no Rancho Verde, zona rural, participando de mais uma edição da Jornada Cultural, promovida pelo Museu do Sertão, importante projeto executado pelo professor/doutor Benedito Vasconcelos.

Caso você ainda não conheça, tire um tempinho quando estiver em Mossoró e vá até lá. A distância é de 4 km da cidade. São 10 galpões com o que há de mais representativo do nosso sertão, incluindo casas de farinha, engenhos, ferramentas, objetos caseiros etc, lembrando um tempo que não voltará. Tudo feito com recursos próprios de Benedito Vasconcelos, um apaixonado por nossas tradições.

Minha ida foi para tomar posse como sócio-correspondente da Academia Apodiense de Letras (AAPOL), atendendo a uma proposta do seu presidente, o colega advogado/pesquisador Marcos Pinto. Várias pessoas foram empossadas, principalmente de Mossoró e do Ceará.

Foi um evento interessante, com a participação de dezenas de pessoas, muitas das quais do mundo intelectual e político cearense, como jornalistas, prefeito, deputado, escritores, poetas.

Na ocasião, foi reservado um espaço para o ICOP (Instituto Cultural do Oeste Potiguar) e entregue título de cidadão mossoroense ao prefeito de Maracanaú (CE), ex-deputado Roberto Pessoa.

Encerrada a parte solene, foi servido almoço aos presentes, ao redor da piscina da casa da fazenda, tudo regado a uma cachacinha e a uma cervejinha gelada, atenuando os efeitos do calor mossoroense.

Ao final, eu e Érica fomos conhecer o Museu do Sertão. Como se não bastasse a admiração com o rico acervo, ao chegar na casa de taipa que integra o complexo, dei de cara com um quadro contendo uma oração que teria sido repassada por uma alexandriense, Aline Andrade de Oliveira Maia, conhecida por "Mãe Lina, a Rezadeira", falecida, aos 102 anos, em Fortaleza.

Anotei o nome do seu neto, Jailson Terto da Silva, advogado e professor da UFPB, em João Pessoa, e, passando o feriadão, farei contado com ele para obter maiores informações sobre a conterrânea.

São coincidências. Saí de Natal para ser empossado em uma instituição da região e, lá, encontro uma referência a outro alexandriense.

Nas fotos da posse, estou ladeado, da esquerda para a direita, por Raimundo Vieira de Souza, Francisco Praxedes Fernandes (Praxedinho), Marcos Pinto, membros da AAPOL, e Benedito Vasconcelos, o anfitrião.

Da minha família, prestigiaram o evento, além de Érica, minha sobrinha Mariana, com a filha Clarinha e o esposo Marcelo Maia.
Abraço,

George veras

Nenhum comentário: