PÁGINA INICIAL NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA NOME DA CASA

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Caldeirão político de Alexandria fervendo


Quem pensava que os bastidores políticos de Alexandria estivessem calmos, se enganou redondamente. Está em plena ebulição.

Todos aguardam uma data, a lista do TCE com os nomes dos “fichas sujas” que deverá sair até o dia 15 de junho e, consequentemente a decisão do TRE negando a candidatura ou não de Nei Rossatto. Muitos acreditam que ele não poderá ser.

Alguns correligionários e amigos do ex-prefeito já cogitam que ele deve indicar o nome da sua esposa Rossana Moreira, para concorrer o pleito.

Já existem boatos fortíssimos de que Napoleão Veras poderá indicar um nome novo: o de Vinícus Emídio, filho do empresário Manoel Emídio. Existe uma forte tendência, principalmente entre os jovens, de um nova força para governar Alexandria.

Por outro lado, alguns correligionários do prefeito Alberto Patrício dão como certo o seu apoio a sua vice-prefeita Jânia Mirtes.

Caso esses boatos fortíssimos se confirmem, Antonio Pires passará, em pouco tempo, de um pré-candidato da situação a oposição.

Será que Alexandria marchará, historicamente, com quatro candidatos ou mais? Não esquecendo que ainda tem Neta Brejeiro correndo por fora. Ela assegura que com o possível impedimento da candidatura de Nei Rossatto ela sairá candidata.

Seria uma disputa e tanto. O grupo do Hospital apostando em um novo nome. O prefeito acreditando no carisma da sua vice e os votos conquistados ao longo dos anos pelo grupo de Jandui Fernandes. Nei Rossatto apostando no seu eleitorado, principalmente entre os mais humildes, onde possa transferir os votos para sua esposa. Antonio Pires acreditando em um grupo forte (já contando com o apoio do vereador Edilberto Oliveira) e o PT também apostando em inovação com os nomes de Corrinha e Adauto Nunes.

Quem não acredita que na política local não comporta tantos candidatos, façam as supostas uniões futuras nesse angu cozido em fogo quente e temperado com azeite apimentado a base do eleitor.

Ainda tem muita lenha para queimar. Se o tempero vai ser bom, só o tempo dirá.

Caso Nei Rossatto possa ser candidato, aí é preciso engrossar o angu com outros ingredientes.

Um comentário:

Anônimo disse...

são todos farinha do mesmo saco,sim grita pega o ladrão no ficar um.